WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas.
Olá, como posso ajudar?

Uma métrica de UX para ajudar a medir a eficácia do seu produto.

A métrica de Confusão pode dizer o quão perdido os usuários estão quando usam seu produto.

A métrica em si é muito simples. Ela varia de 0 a 1 onde:

1 = usuário desorientado
0 = usuário orientado

Uma pontuação alta de desorientação (>0.4) significa que os usuários estão tendo problemas para encontrar o que desejam; já uma pontuação baixa (<0.4) significa que encontram o que desejam com relativa facilidade.

O único jeito de se medir isso, é quando você sabe o que os usuários desejam fazer. É improvável que dados analíticos ou documentações lhe ajudem a medir, porque você não sabe o que os usuários estão tentando fazer.

A melhor maneira de determinar isso é através de um teste de usabilidade, onde você pede aos usuários para completar uma tarefa. Dessa forma, você sabe exatamente o que eles estão tentando fazer e qual é o melhor caminho (mais rápido) e o quão perdidos eles estão.

Tudo é baseado na fórmula abaixo:

C = ?(N/T-1)² + (M/N-1)²

C = Confusão
N = Núm. de telas diferentes visitadas durante a tarefa
T = Núm. total de telas visitadas durante a tarefa
M = Núm. mínimo de telas que precisam ser visitadas para completar a tarefa

E a melhor maneira de entender a fórmula é através de um exemplo.

Como isso funciona na prática?

Imagine que estamos em um teste de usabilidade observando um usuário concluir uma tarefa. Nós damos a ele a seguinte missão:

“Escolha uma cerveja que lhe interessou e depois, vá ao site da empresa que fabrica essa cerveja.”

Essa tarefa exige que o usuário visite três telas para ver o site do fabricante:

  1. Busca de Cervejas
  2. Página de Detalhes
  3. Site do Fabricante

Ou seja, o valor de M (telas mínimas) é igual à 3.

Busca ? Pág. de Detalhes ? Site do Fabricante

Porém, nosso usuário visitou 7 telas até chegar ao site do fabricante:

  1. Busca de Cervejas
  2. Página de Detalhes
  3. Sobre
  4. Voltou para a Página de Detalhes
  5. Voltou para a Busca de Cervejas
  6. Novamente na Página de Detalhes
  7. Site do Fabricante

Logo, o valor de T (total de telas visitadas) foi de 7.

Busca ? Pág. de Detalhes ? Sobre ? Pág. de Detalhes ? Busca ? Pág. de Detalhes ? Site do Fabricante

Além disso, sem contar as repetições, o usuário visitou as seguintes telas:

  1. Buca de Cervejas
  2. Página de Detalhes
  3. Sobre
  4. Site do Fabricante

Sendo assim, o valor de N (telas diferentes) foi de 4.

Hora da Matemática ?

Ok, vamos recapitular os valores:

M = 3 (telas mínimas para completar a tarefa)
T = 7
(total de telas visitas pelo usuário)
N = 4 (telas diferentes visitadas)

Com os valores definidos, agora é só substituí-los na nossa fórmula:

C = ?(N/T?—?1)² + (M/N?—?1)²
C = ?(4/7–1)² + (3/4–1)²
C = ?(0.57–1)² + (0.75–1)²
C = ?0.1849 + 0.0625
C = ?0.2474
C = 0.50

Cálculos feitos e chegamos ao resultado C = 0,50.
Isso indica que o usuário teve dificuldades para chegar até o site do fabricante e que o fluxo precisa ser repensado para que o usuário atinja o objetivo desejado.

Conclusão

Com a Métrica de Confusão você pode medir o quanto os usuário ficam perdidos ao usar o seu produto. Isso é útil por ser quantificável, ou seja, você pode medir quantas vezes for necessário para melhorar o fluxo do produto.

Fonte

Esse artigo foi baseado no livro “Validating Product Ideas: Throught Lean User Research” do Tomer Sharon. Um livro incrível com milhares de métodos para validar ideas para produtos.

Validating Product Ideas: Through Lean User Research

Considerações Finais

Esse artigo foi originalmente escrito por Shane Doyle via UX Collective e traduzido para o português com intenção de disseminar mais conteúdos para você no UX Collective BR.

Você pode conferir o artigo original no link abaixo:

UX Metric: Lostness

https://medium.com/media/e0fb251bacbb38536ef3a1898fabd002/href


Métrica de confusão was originally published in UX Collective ?? on Medium, where people are continuing the conversation by highlighting and responding to this story.

Source: Brasil UX design